sexta-feira, junho 30, 2006

Infiltrados


Infiltrados (Infernal Affairs) parte de uma das ideias mais interessantes dos últimos tempos em cinema.
Um jovem, aspirante a polícia, Chan Wing-yan é seleccionado na escola de cadetes da polícia de Hong Kong para se infiltrar no submundo do crime. Paralelamente, Lau Kin-ming , um dos homens da tríade de Sam, é seleccionado, inversamente, para se alistar na polícia.
Dez anos depois, Polícias e mafiosos começam a caça às toupeiras. Yan é um dos braços direitos de Sam, e Lau, agora inspector, tem como missão descobrir a toupeira dentro da Polícia (ele próprio).
Infiltrados não é um filme de acção no sentido de violência, mas é um excelente filme de acção no sentido literário (de trama). Tem dois excelentes actores principais, e um bom leque de secundários.
Não é à partida algo de novo, já vimos estas situações num ou noutro filme, e os filmes asiáticos, como alguns americanos têm focado alguns destes aspectos. Mas, ter um agente da lei e um ladrão infiltrados ao mesmo tempo em campos opostos, não me lembro.
A realização é série e interessante e o filme leva-se a sério, ainda que tenha alguns problemas de construção. Mas, estes problemas advêm de séries como CSI, já que para tudo estamos à espera de escutas telefónicas, impressões digitais e outros que tais, que para aqui não são relevantes, nem tidos em conta.
Sem querer foi um êxito enorme em Hong Kong, e fez algum furor nos EUA. Deu origem a duas sequelas, ainda que uma delas seja na realidade uma prequela, enquanto o terceiro filme passa-se dez meses depois do final do primeiro.
(In)Felizmente, haverá um remake americano, realizado por Scorcese e com DiCaprio e Matt Damon nos papéis principais.

Por isso, aproveitem a versão original enquanto podem, vale a pena e está acima de muitos outros produtos “de primeira” que nos chegam dos EUA.Termino com um esgar de dor e uma pergunta, o esgar tem a ver com a edição portuguesa do filme, em DVD, não ter disponível o som em versão original, restando-nos a versão dobrada!!! A pergunta é se alguém sabe se as sequelas se encontram à venda em Portugal?

1 comentário:

Criswell disse...

Um dos melhores filmes policiais asiáticos dos últimos anos. Um filmaço!